Soft-starter: o que é e como funciona?

Compartilhe o conteúdo:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Presente em muitas indústrias, o soft-starter ainda é um produto que levanta dúvidas sobre seu funcionamento. Algumas vezes são confundidos com os inversores de frequência, porém eles têm uma função bem diferente. Mas, afinal, o que é um soft-starter?

Quando damos a partida em um motor elétrico trifásico podemos optar por diferentes tipos. Os mais comuns na indústria são: partida estrela-triângulo, partida direta e partida suave (que utiliza o soft-starter).

TIPOS DE PARTIDA

Se utilizarmos a forma mais simples, a partida direta, o motor é ligado diretamente nos disjuntores que vem da rede de alimentação. Ele é acionado diretamente com 100% de sua capacidade, utilizando o máximo de seu desempenho nominal. O grande problema desse tipo de partida são as correntes. Em alguns casos, o pico de corrente na partida pode ser de 8x a corrente nominal do motor. Isso pode causar problemas nas bobinas do motor e em outros equipamentos eletrônicos ligados à rede.

Outra forma de acionamento é a estrela-triângulo, que busca reduzir a corrente do motor na sua partida. Para isso, esse tipo de acionamento funciona em dois estágios. No primeiro estágio o motor é acionado no modo estrela, partindo com 1/3 da corrente nominal. Após alguns segundos, que variam de acordo com a fabricante, é preciso mudar o fechamento para o modo triângulo, deixando o motor com 100% de seu funcionamento, porém partindo de forma suave antes de chegar ao seu máximo.

Temos também a partida suave. Usando um soft-starter não precisamos das outras formas de partidas citadas. O equipamento eletrônico será o responsável por garantir um acionamento de acordo com o que você deseja. Garantindo não haver picos de corrente prejudiciais aos equipamentos.

Gráfico de Corrente Partida de Motores Sofs-starter Estrela-Triângulo Partida Direta
Gráfico de corrente na partida de motores

COMO FUNCIONA UM SOFT-STARTER?

Através de uma ponte de tiristores, o soft-starter faz o chaveamento da tensão, de forma que o motor receba ela de forma crescente. Assim, ao receber mais tensão aos poucos, garantindo uma aceleração regular e sem picos de corrente na sua partida.

O tempo que o motor levará para ir de 0 a 100% de sua capacidade depende do usuário. Cada aplicação tem um propósito, e assim, você pode configurar sua própria rampa de partida, dentro dos tempos determinados pelo modelo de soft-starter que escolher.

O mesmo funciona para a parada do motor. Através da soft-starter pode se configurar uma rampa que fará o motor desacelerar lentamente, evitando possíveis problemas com paradas bruscas que possam ocorrer.

Veja abaixo o exemplo de uma esteira com acionamento por partida direta, e depois, a mesma esteira utilizando a partida com um soft-starter da ABB:

QUANDO USAR O SOFT-STARTER?

A partida suave pode ser usada para substituir partidas convencionais, como a estrela-triângulo e a partida direta, que citamos anteriormente. Por ser controlada eletronicamente, a soft-starter possibilita que o motor tenha a melhor performance possível.

Ela é muito indicada para aplicações onde o torque inicial não é muito requisitado, como por exemplo:

  • Bombas centrífugas
  • Ventiladores, exaustores, etc.
  • Compressor de ar e refrigeração
  • Fornos rotativos
  • Serras de madeira

Ao acionarmos o motor de forma suave, o torque desenvolvido por ele no seu início é inferior ao das outras formas de partida. Podemos observar no gráfico abaixo essa diferença:

Gráfico de Torque Partida de Motores Sofs-starter Estrela-Triângulo Partida Direta
Gráfico de torque nas partidas de motores

Porém podemos programar um pulso de arranque, em algumas ocasiões onde seja necessária certa força do motor. Isso compensa a diminuição da força inicial, garantindo a aplicação do soft-starter para diversas aplicações.

CONCLUSÃO

Com uma eficiência melhorada e o controle do acionamento e parada dos motores, a partida suave pode ser aplicada em quase todas as necessidades. Resolvendo problemas com picos de corrente, trancos e equipamentos ligados à rede, por vezes vemos essa solução sendo a resposta para diversos acionamentos mais específicos e complexos.

Mas não confunda sua utilização com a de um inversor de frequência. Essa diferença será um assunto abordado em breve. Até lá, sinta-se à vontade para tirar dúvidas com nós através do e-mail: marketing@rhmateriaiseletricos.com.br ou do site: www.rhmateriaiseletricos.com.br

Até a próxima!

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

2 comentários em “Soft-starter: o que é e como funciona?

    • Ramoel Autor do postResponder

      Olá Elio, tudo bem?
      Muito obrigado pela sugestão, iremos trabalhar mais este assunto que é o preferido da maioria.
      Já fizemos um post sobre inversores há algumas semanas, pode acessar ele aqui: https://blog.rhmateriaiseletricos.com.br/o-que-e-inversor-de-frequencia/
      Em breve faremos vídeos mostrando como programar e configurar alguns parâmetros do inversor de frequência, então fica ligado no blog que logo logo tem novidades!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *